OXAGUIAN




Dia da Semana: Sexta-Feira
Cores: Azul e branco
Comida: Canjica branca cozida com mel, coberta com
azeite doce
Saudação: Exeu, Epá Babá, Axé!
Domínio: Minas de Prata, Rios Quentes, Campos


Uma das mutações de Oxalá, ele é o jovem regente do coração, pulmão, membros e da circulação sanguínea, tendo como características fundamentais o domínio, a austeridade e o zelo. É a mais importante conjuntura do jogo de búzios e vem associada ao número 8, chamado de Ejonilé. Isso indica caminhos sem meio-termos, na base do tudo ou nada. Significa infinito em todos os sentidos: saúde, pobreza, sorte ou azar.

Em sua origem lendária, Oxanguian foi o Rei de Ejigbo e ganhou fama por sua valentia. Gostava exageradamente de comer inhame triturado no pilão, prato que em Yorubá se chama Yan, o que lhe valeu o apelido de "orixá do Yan". Um dos seus principais símbolos é o pilão. Nas cerimônias religiosas, quando os filhos deles dançam, brandem um pilão e um escudo numa das mãos, e uma espada na outra. Durante as festas em sua homenagem, distribui-se a comida de sua preferência.




OS FILHOS DE OXAGUIAN NO AMOR

O HOMEM DE OXAGUIAN

Como resistir à sua postura, seu charme, sua elegância e sua voz rouca? É impossível para qualquer mulher, o que significa que aquela que pretende agarra-lo terá de enfrentar uma concorrência dura. Ele, por sua vez, terá sempre uma desculpa na ponta da língua para justificar suas conquistas. Não as leve em consideração. O mais provável é que tenha se lançado a uma nova aventura amorosa pelo simples fato de que é um cavalheiro e, como tal, jamais dirá não a uma dama. Mas há como dar o troco. Ele é ciumento e detesta concorrência. Portanto, o mais importante é nunca deixar que ele tenha certeza de que é a pessoa definitiva na vida de alguém.


A MULHER DE OXAGUIAN

Forte, independente e senhora de si. É assim que ela se apresenta por fora. Mas lá dentro, no seu íntimo, esconde-se uma outra mulher, que morre de medo de amar, mas tem a necessidade vital de encontrar um companheiro. Todo o resto é apenas uma "casca" que ela usa para se defender do amor. E chega a escudar-se em colegas e amigas para não ser notada. Mas fica difícil não reparar nela: é geralmente alta, de corpo bem proporcionado, olhar penetrante e um certo ar de indiferença no rosto. Para chegar até ela basta elogiar sua beleza e suas qualidades intelectuais. Aí, então, se tornará uma companheira dócil para homens machôes.

AFINIDADES

Com mulheres de Yansã, Ewá, Oxóssi, Ogun, Exú, Oxunmaré e Xangô.


AFINIDADES

Com homens de Xangô, Ogum, Oxóssi, Exu e Obaluayiê.


Bibliografia Consultada:
Dicionário Antológico da Cultura Afro-Brasileira - Eduardo Fonseca Jr.
Revista Planeta - Edição Especial Orixás - Número 126 - B
Revista Destino - Edição Extra 1992 - Os Orixás e o Amor, por Eduardo Fonseca Jr.

Contato | Anuncie na Yorubana | Desenvolvido por Yorubana - 2007-2011